28/06/2011

Prosa de Violeiro: Carreiro & Pardinho Filho.

Carreiro é uma lenda viva da viola caipira  Acompanhado pelo filho do saudoso Pardinho da dupla "Tião Carreiro & Pardinho", formam uma dupla autenticamente caipira. Esta edição do quadro "Prosa de Violeiro" foi feita com a dupla "Carreiro & Pardinho Filho" no SESC Osasco.



Zona da Viola: A viola caipira e principalmente a musica sertaneja raiz a algum tempo atrás estava um pouco esquecida, porém graças ao trabalho de duplas como vocês a viola está virando febre em todo o pais. Gostaria de saber de vocês se vocês acreditam nesse novo seguimento que a viola esta ganhando, sendo acompanhada por vários outros instrumentos além do violão e das vozes?

Pardinho Filho: "Esse é um assunto que sempre esta nas nossas conversas, todo estilo de música passa por transformações ao longo do tempo, o porquê com a musica sertaneja seria diferente?  Claro que além de respeitar é preciso manter as raízes do estilo sertanejo, mas essas mudanças são bacana por que o pessoal mais jovem vai conhecendo a viola, e com o tempo ta todo mundo cantando Tião Carreiro & Pardinho, Zilo & Zalo e assim por diante."

Carreiro: "O Pardinho (Filho) disse tudo, hoje as violas falam bem mais alto do que na época que eu comecei, hoje da pra mistura ela com qualquer instrumento. Isso desperta o interesse da moçada a tocar viola, hoje tem uma moçada muito boa tocando viola."

Zona da Viola: Entre os novos músicos que estão começando a uma resposta que é praticamente unânime quando se pergunta a eles em quem eles se inspiram: “Nossos ídolos são Tião Carreiro & Pardinho”, em agosto deste ano irá completar 10 anos que seu pai o grande Pardinho partiu, porém o trabalho que ele fez dentro da musica brasileira está firme e forte até hoje. Quais foram às maiores lições que você aprendeu com ele?

Pardinho Filho: "Óia nóis ia precisa de umas 10 horas pra poder falar de todo o trabalho do meu pai com o Tião Carreiro e toda a outra turma com quem ele fez dupla. O meu pai nunca incentivo eu a ser musico, creio que pelo fato dele ter penado muito para chegar onde chegou e o fato de até hoje muita gente achar que musico ele sempre quis que eu estuda-se. Eu sou formado em direito e também fiz musica na USP. Mas tudo que eu aprendi com meu pai foi vendo ele fazer."

Zona da Viola: Hoje vocês iram tocar no SESC Osasco, uma cidade da grande São Paulo, onde geralmente as pessoas têm outras culturas, geralmente as pessoas escutam musicas totalmente diferentes do sertanejo raiz. Porém aqui mesmo em Osasco esta localizada a Casa dos Violeiros do Brasil, ainda há algum preconceito com a viola caipira e com a cultura interiorana nas grandes cidades?

Carreiro: "Sempre tem um povo que não gosta, que acha esquisito, mas tem o povo que gosta também, isso é normal, mas não chega a ser preconceito não. Garanto que tem muita gente que gosta de viola caipira!"

Zona da Viola: Para finalizarmos como  já é de costume em nossas entrevistas, gostaria que vocês deixassem um recado pro pessoal que ama a musica sertaneja raiz e acompanha o Zona da Viola.    

Pardinho Filho:  "O galera, vamo escuta moda de viola e entra no Zona da Viola, pra nunca deixa morre essa cultura bonita!"

Carreiro:  "Um abraço a todos, fiquem com Deus e vamo toca viola!"

carreiro_pardinho-filho Carreiro & Pardinho Filho estão trabalhando em cima de um albúm muito legal. Intitulado "Fala alto viola", o CD contém 15 faixas da mais pura música sertaneja. Vale apena conferir!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário